Imagem: Márcia Salles

Idealizado por Eduardo Araúju, o concurso Miss Plus Size Rio de Janeiro comemorou seus dez anos no Teatro João Caetano exaltando a diversidade.

Trinta e quatro candidatas de manequim a partir de 44 – brancas, negras, jovens, maduras – subiram ao palco do Teatro João Caetano, neste dia 2 de julho, para disputar o título de Miss Plus Size Rio de Janeiro, vencido pela jovem Symoni Silva, de São Gonçalo. O concurso foi idealizado por Eduardo Araúju – maquiador com mais de 30 anos de carreira, professor de modelos e manequins, e produtor visual, sempre envolvido em iniciativas que elevem a autoestima de quem foge aos padrões de beleza ditados pela moda. E é muito importante destacar a superação de preconceitos e a diversidade como marcas do concurso. 

As premiadas

A vencedora foi a estudante de publicidade Symoni Silva, 22 anos, moradora do bairro Barro Vermelho, em São Gonçalo. “Eu jamais poderia imaginar que estaria participando de um concurso como esse e, ainda mais, ganhar a disputa. Aliás, nem fui eu que me inscrevi, foi meu namorado”, explica Symoni, uma das 14 poderosas candidatas negras.

Imagem: Márcia Salles

A vitória de Symoni foi significativa. Várias mulheres negras procuraram Araúju no final do evento querendo saber informações sobre o próximo concurso. Não à toa, ele é admirado e reverenciado pelo belo trabalho de exaltar todos os tipos de beleza e contribuir para a autoestima de todas as mulheres. Outro exemplo é a categoria sênior, cuja vencedora foi a passista NiIma Duarte, de 46 anos, do Lins.

A segunda colocada no geral foi Paula Moraes, do Catumbi; e a terceira, Mari Avelino, do bairro Lages, de Paracambi. Na categoria Popular, a vencedora foi Gabriela Lima, de Padre Miguel. Amanda Monteiro, de Vila Isabel, ganhou na categoria Elegância; Lucilene Farias, de Nilópolis, na Simpatia; Andressa Miranda, de Jacarepaguá, na Virtual; Thayanne Delavechea, de São João de Meriti, na Fotogenia. Todas ganharam joias da Amarjon. A primeira colocada, Symoni recebeu também um prêmio de R$ 4 mil, além de um ensaio fotográfico e bolsa em curso de modelo e manequim.

O evento

Este ano, Eduardo Araúju dividiu a apresentação do evento com o carnavalesco e comentarista de carnaval Milton Cunha. Além das três primeiras colocações, houve premiação também para as categorias popular, elegância, simpatia, fotogenia, virtual e sênior – segmento para mulheres a partir dos 40 anos, que foi a novidade da edição deste ano.

Imagem: Marcelo Ávila

A noite foi de glamour para as candidatas que dançaram ao som de “Vogue”, sucesso da Madonna, com coreografia de Daiana Rubio, e desfilaram de maiô e em traje de gala. Com direção de Marcos Salles e produção da Cenário Produções, o evento contou também com shows de Fabiano Lucca na abertura e Marco Vivan durante o intervalo para apuração dos votos dados por jurados de diversas áreas: Selminha Sorriso, porta-bandeira da Beija-Flor;  Jaqueline Maia, rainha de bateria da Estácio de Sá; Chocolate, professor de dança e coreógrafo; a cantora Lorena Simpson; a atriz e cantora Gottsha; a atriz Sol Vega;  Claudia Ferreira, do concurso Mais Bela Gordinha;  Enildo Viola,  produtor na TV Globo; Fernanda Borrielo,  gestora cultural e Madrinha do Miss Plus Size; Raquel Fabbri, atriz e com vários personagens em novela sobre gordofobia; e a Drag Ģaby Rodin, empresária e apresentadora.

Depois do sucesso do Miss Plus Size Rio de Janeiro, agora é hora de preparar o próximo concurso, que será o Miss Plus Size Nacional, no dia 30 de novembro, no Novotel Porto Atlântico, no Santo Cristo, região do Porto Maravilha.

Fonte: Sheila Gomes – Assessoria de Imprensa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui